Levantamentos socioeconómicos nas áreas protegidas de Moçambique

A Nemus iniciou em Fevereiro os levantamentos socioeconómicos nas áreas protegidas de Moçambique, no âmbito do projeto MozBio, financiado pelo Banco Mundial.

O programa de consolidação e reestruturação das Áreas de Conservação da Natureza – Parques Naturais e Reservas – desenvolvido pelo Governo Moçambicano e designado por MozBio tem como objetivo uma melhoria da gestão das áreas de conservação do país e sobretudo a melhoria das condições de vida das comunidades que vivem nestas áreas, e que dependem dos recursos das florestas, da agricultura e das pescas para sobreviver.

No âmbito deste projeto a Nemus está responsável pela implementação de um vasto levantamento socioeconómico que inclui discussões participativas de grupos focais, que visam proporcionar à ANAC (Administração Nacional de Áreas de Conservação) dados económicos e sociais atuais das comunidades que vivem dentro e em redor das principais áreas de conservação. O estudo vai incluir mais de 1.600 inquéritos familiares, e a recolha intensiva de dados, em quatro áreas principais: no Parque Nacional das Quirimbas, na Reserva Nacional de Chimanimani, e na Reserva Especial de Maputo e Reserva Marinha Parcial da Ponta do Ouro.

As Áreas de Conservação de Moçambique são compostas por diversos habitats que incluem uma costa com magníficos recifes de coral e uma enorme diversidade de espécies de plantas e animais. Mas apesar de uma biodiversidade tão rica, os índices de desenvolvimento são muito baixos, as populações que vivem dentro e em redor destas áreas vivem de um modo rural com muitas dificuldades, e o nível de investimentos turísticos relacionados com a conservação é muito baixo.

Nesta ótica, o projeto MozBio irá reforçar a proteção destas áreas e melhorar a vida das comunidades através de investimentos significativos para gestão eficiente dos recursos naturais e promoção do turismo, criando deste modo novos postos de trabalho, oportunidades de negócio e outros meios de subsistência sustentáveis focados na conservação da natureza e da biodiversidade.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *