Curso de Ecologia na petroquímica brasileira Braskem

Decorreu, entre os dias 6 e 10 de outubro, o curso de Ecologia que a Nemus preparou para a petroquímica brasileira Braskem. A formação, composta por módulos teóricos, práticos e avaliativos, foi solicitada à Nemus pelo setor de saúde, segurança e meio ambiente desta grande empresa química brasileira, na sequência de um acidente ocorrido com um cargueiro na baía de Aratu, em dezembro de 2013, que colocou em risco importantes zonas naturais existentes na área deste porto industrial.

Partindo das motivações da Braskem e do objetivo de capacitar os seus técnicos que possuem formações de base muito distintas (área jurídica, química, biológica, saúde, entre outros), a Nemus concebeu uma formação de 5 dias, centrada em três temas principais: 1) Enquadramento físico e dinâmica costeira, 2) Ecologia e 3) Gestão de risco e enquadramento legal.

Do total de 16 módulos temáticos, os formandos destacaram a importância do módulo prático de discussão do estudo de caso e a utilidade da visita técnica a todos os pontos de maior relevância da baía de Aratu, que foi realizada a bordo de uma embarcação durante a última manhã do curso. Ambos os módulos permitiram integrar e aplicar de forma prática e no terreno, a informação que foi transmitida nas sessões em sala.

O nível de conhecimentos, o profissionalismo e ainda a simpatia foram as características destacadas pelos formandos relativas ao grupo de 6 formadores, portugueses e brasileiros residentes na área de Salvador, incluindo um convidado da empresa brasileira parceira da Nemus – V&S Ambiental – com a qual tem havido uma estreita colaboração em vários trabalhos. Os formadores da Nemus que participaram neste curso – alguns com experiência relevante como formador em contexto internacional – são especialistas nas diversas áreas abordadas: ecologia, geologia, dinâmica costeira, risco ambiental, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.