IAIA 2015 em Florença contou com a participação da Nemus

A 35ª conferência anual da Associação Internacional para Avaliação de Impacto (IAIA), que teve lugar entre o dia 20 e 23 de Abril de 2015 em Florença, Itália, contou mais uma vez com a participação da Nemus. O tema deste ano “Avaliação de Impacto na Era Digital” criou discussões multidisciplinares sobre os desafios e oportunidades associados ao uso de novas tecnologias digitais para promover a sustentabilidade.

A Nemus apresentou duas sessões: “Era Digital sem tomadas elétricas: AI em África” e “EIA e análise alternativa: caso de estudo”. Na primeira sessão a Nemus explicou como decidiu encarar a crise económica atual como uma oportunidade para iniciar um processo de internacionalização que levou a sua equipa dinâmica e multidisciplinar para Moçambique, Malawi, Cabo Verde e Angola (África) e também para o Brasil (América do Sul). A maioria dos projetos em que Nemus tem estado envolvida nos últimos quatro anos são, na verdade, nestes países onde a era digital ainda está por vir. Enquanto em Portugal, a equipa da Nemus continuou o seu caminho fazendo face aos novos desafios e exigências digitais, adaptando-se às novas ferramentas de alta tecnologia, em África a equipa teve que enfrentar situações inesperadas que foram partilhadas com a audiência.

Na segunda sessão foi apresentada uma discussão sobre Estudos de Impacto Ambiental (EIA) e a análise de alternativas para dois tipos de projetos, um em Portugal e o outro no Brasil. Uma das diretrizes da legislação de Avaliação de Impactos Ambientais em vigor em Portugal e no Brasil é a avaliação de alternativas de projeto, incluindo a “alternativa zero” (ausência de intervenção). No entanto, embora se tenha verificado alguma flexibilidade na gestão desta questão, os principais fatores que influenciam a construção de alternativas continuam a ser o histórico dos projetos, a sua tipologia, dimensão e complexidade. Nesta sessão, a Nemus discutiu a abordagem à análise de alternativas em EIA através de dois exemplos – um em Portugal (comparação de cinco alternativas num projeto de dragagem e reforço dunar em fase de EIA), e um no Brasil (comparação de 15 alternativas num projeto rodoviário em fase prévia ao EIA; a seleção da alternativa a avaliar foi sujeita à aprovação do orgão ambiental).

A IAIA é a Associação Internacional para a Avaliação de Impacto, criada em 1980 para reunir investigadores, profissionais e usuários de vários tipos de avaliação de impacto de todas as partes do mundo. A IAIA envolve pessoas de várias disciplinas e profissões, cujosmembros, de mais de 120 nações, incluem planeadores corporativos e gestores, defensores de interesse público, administradores e planeadores de governos, consultores privados e analistas políticos, bem como professores e alunos universitários. Há 35 anos que a IAIA realiza conferênciasanuais em todo o mundo de modo a promover boas práticas na Avaliação de Impacto. A próxima edição da conferência anual já foi anunciada e realizar-se-á entre 11 e 14 de Maio de 2016 em Aichi-Nagoya, no Japão.  (www.iaia.org)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.