Terminada etapa de diagnóstico da participação social do plano hidrográfico do São Francisco, Brasil

Foi concluída, com enorme sucesso, a fase de diagnóstico da participação social do novo plano de recursos hídricos da bacia do São Francisco no Brasil, que tem estado a ser elaborado pela Nemus.

A face mais visível desta etapa que durou quatro meses foi o contato direto com populações e especialistas de várias áreas técnicas, que foi promovido através da realização de 12 sessões de consulta pública e 21 workshops temáticos (‘oficinas setoriais’), cobrindo cinco Estados, 27 municípios e as quatro regiões fisiográficas da bacia hidrográfica.

Nas sessões de consulta pública – abertas a todos os interessados – participaram 1.385 pessoas (mais 15% do que estava previsto). Já as ‘oficinas setoriais’ – sessões técnicas com a duração de um dia – contaram com a presença de 710 especialistas das mais diversas áreas (uma participação que excedeu em quase 90% a previsão inicial de 380 participantes). Temas como: a hidroeletricidade, a navegação, a pesca, o turismo, o saneamento, a agricultura (de larga escala a tradicional), a indústria, a mineração e ainda os povos indígenas e comunidades tradicionais foram abordados e largamente debatidos, com o intuito de completar, enriquecer e contrapor o diagnóstico técnico produzido numa fase inicial, apenas com base em números e informações institucionais.

O diagnóstico da participação social contou ainda com a aplicação de outros instrumentos como: questionários (1.126 foram validados e considerados), entrevistas, debates e reuniões institucionais (cerca de 120 foram realizadas até ao momento) e análise da imprensa (640 publicações foram analisadas).

O relatório de diagnóstico da participação social foi apresentado e discutido formalmente com o cliente no passado dia 2 de Julho, em Belo Horizonte, onde a Nemus teve oportunidade de transmitir quais os principais problemas sentidos pela população no que se refere aos recursos hídricos, comunicar as soluções que os utilizadores propõem e demonstrar que a multiplicidade de usos que convivem na bacia hidrográfica podem e devem ser geridos com o apoio e participação de todos.

O plano de recursos hídricos da bacia hidrográfica do rio São Francisco 2016-2025 será uma atualização do anterior plano (2004-2013). O rio São Francisco tem uma extensão total de quase 3.000 km e é um dos cursos de água mais importantes do Brasil e da América do Sul. Mais detalhes sobre este projeto da Nemus aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.